Arquivo para novembro, 2010

Anjo Das Trevas

Posted in Uncategorized on novembro 1, 2010 by angelsofdevil

Um imortal ser
que sem querer
vaga na imensidao
de um mundo insano
busca força na escuriao
e nos presagios de morte
vaga pelas ruas
o braço cheio de corte
arrisca a vida pelas ruas
lapides lhes confortam
suas almas estao nuas
pele palida
olheiras sem fim
na sombra arida
do crepusculo de uma noite vazia
o sangue ainda corre
sem rumo ia
dar um fim em tudo
ele naum aguenta mais
o coração mudo
a vida se foi diante dos seu olhos
foi mais facil que ele esperava
enfim a liberdade.
de sua alma solitaria!

By:Dinha

Morta

Posted in Uncategorized on novembro 1, 2010 by angelsofdevil

Vagarei a terra a sua procura
sei que te encontrarei
quero um dia poder amar
e nesse dia eu rogarei
acho que encontrei o amor
nao sei bem o que é
sofri muito
vc nao intende isso?
soou apenas um ser incompreendido
a procura de respostas
em seus sonhos estarei la
sempre estive na sua frente so vc nao vio
espero tudo de vc
mas vc me matou por dentro
eu nao aguento isso
todas as noites em claro
a lua e minha unica compania
quantas e quantas vezes
nessas noites sem luar
pensei em ti
acendo um cigarro e penso na minha “vida” se é que eu tenho uma
vc me fez chorar
vc me vez ver o mundo de outra forma
vago sozinha a muito tempo
pelas trevas de minha alma
pesso socorro
mas isso naum me convem por inquanto
minha pele surrada pela noite
ja naum sente frio
ja naum sente fome
ja naum tem esperança
estou viva mais morta por dentro
so quero ver a luz
so mais uma vez
mais uma vez..
e vc pode me salvar
pode me ajudar
pode me tirar daqui
mais vc nao quer
meu braço surrado por cortes
quero a dor
porque eu nao morro?
meu sangue impuro
escorre pelo meu braço
porque eu nao morro?
cicatrises sao as lembranças de um erro
meu corpo é cheio delas
me fazem lembrar da tristeza em que vivo
eu quero a dor
pra esquecer outra dor
a pior dor que se pode imaginar
a dor do coraçao
preciso dar um fim
naum aguento
quero a paz
a paz que eu sinto com os mortos
em suas lapides reflito
porque nelas eu encontro a paz?
meu reino naum é aqui
nunca foi
nunca será
quero voltar
quero a paz
quero poder te abraçar em sonho
lagrimas de sange escorrem
me vejo caida em uma lapide
so vc pode me curar
so vc pode me arrancar a treva do meu coraçao
so vc pode me tirar do escuro
vc nao intende isso?
eu presiso te esquecer
pois de voce naum espero nada alem de educaçao
as vezes neim isso
neim um oi espero de vc
eu tenho que te esquecer
voce me faz mal
vc me matou por dentro sabia?

By:Dinha

Alma Obscura

Posted in Uncategorized on novembro 1, 2010 by angelsofdevil

Alma?
Neim sei se um dia há tive
Sempre o vazio me dominou
Sempre.
Sempre sonhei em ser imortal
Uma meta
Um destino
Hj aqui no meu quarto
Acendo um cigarro
Observo a noite
Observo a lua
O escuro me atrai
Sei que meu destino naum é aqui
As lagrimas que escorrem em meu rosto palido
O sangue amaldiçoado em minhas veias
Porque naum me liberto?
Porque tudo aqui é escuro?
Porque há solidao?
Eu gosto assim
Eu gosto da solidao
Ja pensei num futuro
Mais futuro a mim nao convem
Sei que a algo mais para mim algo alem dessa mortalidade Carnal
Algo grande
Temo pelo mundo
Pelas pessoas
Temo por mim
Mas naum a saida
Sera assim em breve
Hj eu vivo por viver
Vago pelas ruas
Morta por dentro
Afinal sempre estive
Acho que tudo dara certo no final
Acho que tenho uma missao
Naum sei o que é amor
Pois num amo
Neim sei se tenho coraçao
Como posso dar o que eu naum tenho?
Esse nao é o meu lugar
Estou presa nessa dimençao carnal
Me revolto
Nao quero ser eu
Quero voltar para o eu reino.
Lhe suplico….

By:Dinha